Arquivo para novembro \29\UTC 2010

MAMMA MIA! – Liberação de datas ! [ATUALIZADO]


Para quem estava aguardando a liberação da venda de mais datas para assistir ao musical em dezembro, os ingressos já podem ser adquiridos pelo site da Tickets for Fun ou na bilheteria do Teatro Abril.

Mamma Mia! fica em cartaz este ano, até o dia 19 de dezembro, e os ingressos já foram liberados até esta data. Quem não assistir MAMMA MIA até o dia 19, agora só ano que vem…

Clique AQUI para adquirir seu ingresso!

E não deixe de participar de nossa promoção de Natal, confira mais informações:

PROMOÇÃO DE NATAL !!!!!!!!!!!!!


A promoção de NATAL DO FÃ-BLOG DO BACCIC, está no ar !!! Responda ao nosso “JELLICLE QUIZZ”, e concorra a um KIT MEGA ESPECIAL, do musical CATS e mate as suas saudades deste musical que foi um grande sucesso !!!!!!!!!!

PARA PARTICIPAR, CLIQUE AQUI.

Lembrando que a promoção, é somente para os FÃS CADASTRADOS em nossa Fan-Base, para participar você deve se identificar através de seu número de registro, se ainda não se cadastrou, aproveite para realizar seu cadastro aqui!

PHOEBE – Sangue no Pescoço do Gato!


Confira agora, um vídeo inédito de janeiro de 2004 com Baccic na montagem de “Phoebe – Sangue no Pescoço do Gato”, de R.W. Fassbinder. Dir. de Alvise Camozzi para Carmina Escola de Atores.

PHOEBE – Sangue no Pescoço do Gato

FORMSPRING – Envie sua pergunta para o Baccic!


Em sugestão de @goggo_p (twitter), foi criado e está no ar, o FORMSPRING de Cleto Baccic! Aproveite e tire já as suas dúvidas, neste novo meio de comunicação com o ator.

Acesse já o FORMSPRING e faça sua pergunta!

Especial CATS – Saulo Vasconcelos!


E para finalizarmos o nosso especial CATS, ninguém menos que o grande Saulo Vasconcelos! Atualmente, Saulo está em cartaz no Teatro Abril com o musical “MAMMA MIA!” no papel de Sam Carmichael.

Saulo contou um pouquinho pra gente da sua experiência no “CATS”, e dessa nova fase com o “MAMMA MIA!” que acaba de se iniciar, confira:

Saulo Vasconcelos, é aclamado pela crítica como a maior referência do teatro musical brasileiro, Saulo Vasconcelos comemora 10 anos de carreira com o lançamento do CD Single intitulado “Pretty Words”. Em 1999, fez sua primeira incursão pelo teatro musical após ter sido escolhido entre centenas de candidatos de toda a América Latina, Estados Unidos e Europa como protagonista do mais famoso espetáculo de Andrew Lloyd Webber, “O Fantasma da Ópera”. O musical ficou em cartaz na Cidade do México, onde foi visto por mais de 880 mil pessoas em 400 apresentações. Em 2005, de volta ao Brasil, interpretou novamente o personagem titulo do musical, com o qual obteve grande reconhecimento da critica especializada. Também foi destaque em “Les Misérables”, “A Bela e a Fera”, “Aida”, “As Travessuras do Barbeiro” e “A Noviça Rebelde”. No início de 2009, participou como convidado especial do seriado “A Lei e o Crime” da TV Record. Seu último trabalho em teatro foi no musical “Cats”, onde viveu o Old Deuteronomy.

• M. Felipe – Qual era o seu papel no musical CATS, explica um pouco do seu gatinho pra gente!

Saulo V. – Eu interpretava o gato Old Deuteronomy, uma espécie de líder espiritual da tribo de gatos chamada Jellicle. É como se ele fosse o patriarca da família. Sempre observando e se divertindo com seus filhhotes e netinhos. No final da história, ele escolhia um dos gatos para reencarnar e ir para o paraíso dos gatos.

• M. Felipe – O que o “Bom Deuteronomy” trouxe de positivo pra sua carreira?

Saulo V. – Me trouxe uma alegria imensa de estar num espetáculo onde o elenco era muito unido e experiente. Se outros papéis me trouxeram projeção, outros foram um desafio, o Bom Deuteronomy simplesmente me ensinou a ser uma pessoa mais leve e generosa, como artista e pessoalmente. Era um espetáculo onde todos tinham a oportunidade de mostrar um pouco do que são capaz. E isso uniu muito o elenco em torno de si mesmo. Numa hora tínhamos que fazer o número e logo depois tínhamos que apoiar o colega no número. E isso gerou uma sensação de união e respeito entre os colegas, que, aliás, eram todos muito talentosos!

• M. Felipe – Fato, foi que CATS fez um sucesso enorme em SP, mas infelizmente você não pode seguir com a turnê pro RJ por conta do Mamma Mia, foi difícil ter de deixar o “Bom Deuteronomy”?

Saulo V. – Muito! Eu chorei pra caramba no meu último dia! Ver pessoas do elenco aos prantos dali de cima do pneu (que é de onde eu cantava meu último número), me rasgou o coração. Até hoje sinto muita falta deles. Do clima no backstage. Sei que seria muito feliz se tivesse ido ao Rio. Mas Mamma Mia também está me proporcionando coisas muito gostosas, e isso facilita um pouco a saudade. Mas não a anula.

• M. Felipe – O que você mais sente falta, de quando estava no “CATS”?

Saulo V. – Sinto falta do ambiente gostoso e leve. Sinto falta de sair com os amigos pra jantar depois. Sinto falta do “Jelicle Ball” (um número de dança de oito minutos, extremamente desgastante). Sinto falta do período de ensaios, onde comecei a sentir que seria um projeto especial. Sinto falta das piadas e risadas. Sinto falta de muita coisa!

• M. Felipe – Mesmo com Mamma Mia! em cartaz e por bastante tempo, você já pensa em futuros planos?

Saulo V. – Sempre! Isso não dá pra parar. Principalmente quando é um espetáculo que você sabe que vai durar um bom tempo. Senão você se acomoda. E quando acaba tudo, você não sabe nem por onde começar. De tanto tempo que passou se dedicando única e exclusivamente àquilo. Há de se pensar sempre pra frente. Mas sem ansiedades. Porque só estressa e não ajuda em nada a resolver os problemas.


Saulo Vasconcelos como “Old Deuteronomy”, e Paula Lima, como Grizabella!


Lérias & Lixos – Crítica MAMMA MIA!


Em sua crítica feita ao musical “MAMMA MIA!”, o site Lérias & Lixos destaca alguns atores, e dentre eles Cleto Baccic. Vários pontos dos musicais foram abordados na crítica, em ênfase, as versões em português que fazem “perder a graça”do musical, além das limitações no cenário e o valor dos ingressos que chegam a custar R$250,00.

Os pontos altos da crítica, levam em consideração a atuação do elenco ali presente, apesar das músicas estarem em português, é difícil deixar de notar tamanho talento e desenvoltura em cena de cada ator. Destaque a Kiara Sasso em “E Tudo Ao Vencedor” (versão de The Winner Takes It All) e ao pai mais carismático, Cleto Baccic:

Outro concorrente ao posto de pai é vivido com correção por Carlos Arruza. Mas, do trio masculino, quem acaba se sobressaindo é Cleto Baccic, que interpreta o carismático Harry.

Confira a crítica na íntegra, no site “Lérias & Lixos“.

Especial Cats – Gianna Pagano e Gabriel Brasílio!


Gianna Pagano, é bailarina formada pela escola Musicipal de Bailados de São Paulo, concluiu o curso de interpretação do Studio Beto Silveira e estou técnica vocal com diversos professores, entre eles Andrezza Massei, Marconi Araújo e Ronnie Kneblewski. Integrou as montagens brasileiras dos musicais: “Chicago”, “100 anos de magia Disney”, “Sweet Charity”, “My Fair Lady”, “West Side Story” e “A Bela e a Fera”. Na área de eventos e publicidade, trabalhou com diretores renomados como José Possi Neto, Jayme Monjardim e Fernando Meirelles.

Gabriel Brasílio dedicou-se à prática da ginástica artística, participando de importantes competições nacionais. Iniciou sua carreiras nas artes cênicas como acrobata no Circo Spacial (Academia Brasileira de Circo). Em 2009, integrou o elenco do Circo Roda Brasil, comandado pelas companhias Pia Fraus e Parlapatões. Neste mesmo ano, trabalhou nas paradas do Magic Kingdom, parque temático do complexo Walt Disney World Resorts, em Orlando (EUA). “Cats” marca sua estréia no teatro musical.

• M. Felipe – Qual o seu papel no musical CATS, explica um pouco do seu gatinho pra gente!

Gianna P. – A minha gata era a Bombalurina. Lembro que o Richard (o coreográfo) falava que ela era “a rainha do baile”. Acho que isso já define bem a personalidade da Bomba: ela se achava uma superstar… Ela ocupava o lugar que um dia foi da Grizabela.

Gabriel B. – Eu era o Tumble Brutus, um dos gatos mais jovens que seria, se comparado com um ser humano, aquele menino da escola que gosta de provocar e brigar com os outros colegas porque tem um físico mais forte e está sempre se metendo em encrenca com alguém. O Tumble é também um gato que tem habilidades acrobáticas, dai vem o nome!!

• M. Felipe – Fato, foi que CATS fez um sucesso enorme em SP, o que fez com que você não seguisse temporada pro RJ?

Gianna P. – Tenho dois filhos (LINDOS!!!!!! olha que coruja….), ficava muito difícil passar 5 noites por semana longe de casa…principalmente porque a milha família (mãe, irmã…) não mora no Brasil. E não podia contar com o pai dos meninos também, que tem um horário de trabalho bastante instável.

Gabriel B. – Bem, o fato incontestável é que Cats é um musical fisicamente muuuuito difícil, e para o meu plot de acrobata principalmente. O desgaste físico foi um dos motivos que me levou a escolher ficar aqui em SP trabalhando em outros projetos que já tinha em vista e não seguir para o Rio. Outro fator que também influenciou foi porque a temporada de Cats em SP para mim havia sido incrivelmente perfeita e eu achei que como meu primeiro trabalho no teatro musical eu já tinha feito o meu melhor e já tinha feito tudo o que poderia e que realmente estava na hora de seguir em frente e ficar apenas com as lembranças maravilhosas dessa temporada!!!

• M. Felipe – Foi difícil encarar essa despedida?

Gianna P. – Ah…essa despedida foi bem difícil… O Cats foi surpreendente em vários aspectos, mas o mais interressante, pra mim, é que você se apaixona perdidamente por essa peça…e não dá pra explicar o porquê. Acho sinceramente, que essa paixão se reflete e sequestra a platéia. E falar no elenco, especialíssimo!!!!!Talentosos, divertidos e com uma energia contagiante. Saudades imensas!!!

Gabriel B. – Nossa, como foi!!!! Na última apresentação em SP chorei como um bebê durane o show inteiro, e ainda hoje me pego lembrando de Cats. Eu nunca imaginei que poderia chegar tão alto, por isso Cats foi tão importante pra mim. Nunca tinha sentido minha estrela brilhando tão forte como senti no palco do teatro abril!!

• M. Felipe – E quais são seus planos agora, após o CATS?

Gianna P. – Por agora vou curtir os filhotes, e visitar minha família na Australia.


Gabriel B. –
Não estou mais planejando muito como fazia antigamente, hoje estou ensaiando uma Ópera que vai ficar uma semana em cartaz aqui em São Paulo. Não tenho certeza por que caminhos a vida vai me levar depois disso, assim como Cats veio de surpresa e mudou meus de uma hora pra outra, muitas coisas devem acontecer. O destino continua sendo uma caixa cheia de surpresas e emoções!!


Séfora Araujo e Gianna Pagano como Bombalurina, e Gabriel Brasílio como Tumble Brutus!

HOJE TEMOS AS DUAS ÚLTIMAS APRESENTAÇÕES DE CATS NO VIVO RIO, NÃO PERCA, CORRA E GARANTA SEU INGRESSO!!!